Skip to main content
   
   
Go Search
Visão Contacto
  

Visão Contacto > Posts > Foto Reportagem – Quotidiano de uma C22 na Colep, Polónia
Foto Reportagem – Quotidiano de uma C22 na Colep, Polónia

Vanessa Baião | C22 | Colep | Kleszczów, Polónia

No passado dia 3 de março de 2018 começou a minha aventura do INOV Contacto em Kleszczów.

Kleszczów é uma pequena vila da Polónia, a duas horas, quer da capital Varsóvia, quer da linda Cracóvia. Tem aproximadamente 4000 habitantes e caracteriza-se por ser um pólo de grande exploração industrial onde se encontra a Colep, onde estou desde então a estagiar.

Kleszczów é conhecida por ter uma das maiores explorações de carvão na Polónia e ser a segunda maior central de energia no mundo: a PGE (Polska Grupa Energetyczna).

Exploração de carvão, Kleszczów

Exploração de carvão, Kleszczów

A Colep iniciou o seu funcionamento em 1965, como uma pequena fábrica de embalagens metálicas para aerossóis em Portugal. Desde então cresceu, e é atualmente uma empresa multinacional de referência, presente em diferentes países: Portugal, Brasil, Alemanha, México, Espanha, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido e Polónia.

Em 2014, a Colep aliou-se à One Asia, criando uma parceria, a ACOA, que permitiu expandir o negócio ao mercado asiático e à Austrália. Hoje, a Colep é uma empresa cujo negócio se foca no fabrico de embalagens (metálicas e plásticas) e presta serviços sob contract manufacturing a outras empresas na área de produtos líquidos e aerossóis.

Na Polónia, a fábrica em Kleszczów tem uma grande e diversificada produção de cosméticos para diferentes marcas, muitas delas conhecidas em todo o mundo. Entre eles contam-se desodorizantes, espumas de barbear, champôs e gel de banho, entre outros.

Edifício da Colep, na Polónia

Edifício da Colep, na Polónia

Os valores da Colep estão bem visíveis logo à entrada da empresa, como podem ver na foto seguinte. Nomeadamente, o foco no cliente, na ética, na aprendizagem e na criatividade, na criação de valor e paixão pela excelência.

A prática da Colep resulta do seu crescimento contínuo com respeito pela qualidade e segurança dos produtos que fabrica.

Parede com os Valores da Colep

Parede com os Valores da Colep

O meu dia a dia de trabalho inicia-se com uma viagem de autocarro (cerca de 30 minutos), que parte de Belchatów até à fábrica em Kleszczów, com a passagem por uma das maiores centrais de energia da Europa. Quando chego à Colep Kleszczów, começo por ir ao cacifo e vestir o equipamento de proteção individual. De seguida, passo pela zona de produção e prossigo até chegar ao gabinete do Departamento Técnico.

Um dos meus locais de trabalho

Um dos meus locais de trabalho

Cada dia é diferente neste departamento. Desde estar a “cozinhar” novos produtos em reatores, a verificar o produto acabado nas linhas de produção, no laboratório de qualidade, no escritório ou em reuniões.

Como podem imaginar, o meu trabalho é tudo menos monótono. O ambiente é agradável e os meus colegas estão sempre disponíveis para ajudar quando que é preciso.

Quero referir que a língua é a principal barreira e dificuldade. Contudo, supero facilmente este obstáculo, dada a camaradagem, compreensão e organização existentes. O meu coordenador de estágio é o meu principal apoio e referência, estando sempre disponível para me ensinar, sendo excelente na forma como comunica comigo.

Depois do meu dia de trabalho, costumo fazer exercício físico e/ou conviver com os meus colegas portugueses e polacos.

Quanto a Belchatów, é uma cidade na Polónia, a cerca 15 km de Kleszczów, onde a maior parte dos trabalhadores da Colep reside. Também é conhecida por ter uma das melhores equipas de voleibol masculino da Polónia, SKRA. No centro da cidade de Belchatów podemos ver a escultura de bronze do Papa João Paulo II (polaco, o seu nome de nascimento é Karol Wojtyla), que faz parte das cerca de 2000 estátuas espalhadas pela Polónia.

Estátua do Papa João Paulo II

Estátua do Papa João Paulo II

Durante esta aventura pela Polónia, surpreendi-me ao encontrar muitos produtos portugueses, tais como vinho, vinho do porto, pastéis de nata, azeite, entre outros produtos, num supermercado polaco. Biedronka (joaninha em português) é um supermercado do grupo Jerónimo Martins, que por outras palavras acaba por ser um Pingo Doce polaco.

Biedronka: Pingo doce 'Polaco'

Biedronka: Pingo doce 'Polaco'

Ao caminharmos para o centro desta cidade deparamo-nos com um poste a assinalar as distâncias das diversas cidades, incluindo uma cidade portuguesa, Alcobaça, que se encontra precisamente a 3169 km de Belchatów.

Estou a 3169km de Alcobaça

Estou a 3169km de Alcobaça

Ao fim de semana aproveito para conhecer outras cidades polacas como, por exemplo, visitar o mar Báltico em Gdańsk, a capital Varsóvia, os duendes em Wrocław, a antiga fábrica de têxteis Manufaktura em Łódź, as minas de sal em Cracóvia, havendo ainda muito por descobrir. Aproveito também para conhecer a cultura polaca, experimentando a comida tradicional, como a famosa sopa żurek, pierogi, szarlotka e, claro, as famosas cervejas polacas.

A palavra e a bebida mais famosas neste país são: na zdrowie e vodka. Ambas estão presentes em qualquer momento da vida polaca - casamentos, jantares, saídas à noite, entre outros.

Para além disso, também faz parte da minha experiência receber familiares e amigos que me agraciaram com iguarias e mimos de Portugal.

Várias cidades da Polónia

Várias cidades da Polónia

Apesar das grandes expectativas quando me inscrevi no INOV Contacto, estas foram superadas com as descobertas e boas experiências que tenho vivido. Este percurso, muito positivo, tem sido um crescimento inesquecível, tanto a nível pessoal como profissional.

Created By: Vanessa Íris Candeias Baião
Published: 06-03-2019 16:00

Comments

There are no comments yet for this post.

 ‭(Hidden)‬ Content Editor Web Part ‭[2]‬

Visão Contacto