Skip to main content
   
   
Go Search
Visão Contacto
  

Visão Contacto > Posts > Quotidiano de um engenheiro civil na Bysteel
Quotidiano de um engenheiro civil na Bysteel

José Gabriel Brandão Barros | C21 | Bysteel S.A. |Paris, França

O presente relatório enquadra-se no âmbito do programa INOV Contacto - Estágios Internacionais para Jovens Quadros. O estágio decorreu na empresa Bysteel em Paris, França, com a função de Diretor de Obra Adjunto.

A Bysteel é uma empresa especializada na conceção/ projeto, produção e montagem de estruturas metálicas. Atualmente está presente em Portugal, França, Reino Unido e Angola, além de exportar para todo o mundo.

Logotipo da empresa Bysteel

Logotipo da empresa Bysteel

A sede e unidade industrial da Bysteel localizam-se em Braga, no Parque Industrial de Pitancinhos, no norte de Portugal, integrada no complexo industrial sede do Grupo DST, do qual faz parte. Está implantada numa área de 50 000 m2, dos quais 12 000 m2 são cobertos por superfície industrial

Atualmente a Bysteel encontra-se bem posicionada em França onde tem realizado obras de elevada importância como é o caso do Aéroport de Lyon, Hippodrome de Longchamp e a modernização do Stade Roland Garros.

O presente relatório tem como base o estágio desenvolvido numa das obras que a empresa Bysteel tem em Paris, França. A obra, designada por “A9B” localiza-se em 31, Avenue Pierre Mendès, em Paris, e o trabalho consiste na construção da estrutura metálica de um edifício comercial.

Imagem 3 D do projeto A9B

Imagem 3 D do projeto A9B

Organização das Obras na Bysteel

O projeto da estrutura metálica foi também desenvolvido pela Bysteel e representa um desafio bem-sucedido, dado a sua complexidade. Este edifício tem uma área de implantação de 4.224 m2 e encontra-se sobre as linhas de comboios que ligam à Gare d’Austerlitz.

O edifício está dividido em 3 blocos (A, B e C) com 22.390 m2 de área total e inclui:

- Estacionamento para as viaturas e bicicletas para os utilizadores dos escritórios;

- Zona comercial localizada na zona do Rés-do-Chão Baixo;

- Um conjunto de escritórios distribuídos por diferentes pisos dos 3 blocos. O Bloco A apresenta 8 pisos e os Blocos B e C 7 pisos.

Quotidiano de um engenheiro civil

Organização das Obras na Bysteel

A Bysteel tem como principal objetivo criar, de uma forma sustentada, valor acrescentado através da produção de estruturas metálicas de elevada qualidade com prazos de entrega curtos, a preços competitivos, assegurando sempre a satisfação dos seus acionistas, colaboradores, clientes e fornecedores. Ver: http://www.bysteel.fr/

A equipa de obra é, em grande parte, responsáveis pelo cumprimento deste objetivo. Na generalidade das obras da Bysteel, esta equipa é formada por um Diretor de Obra e respetivo Adjunto, por um Encarregado de Obra, por um Topógrafo e por um Técnico de Segurança.

Organograma de Obra genérico para as obras da Bysteel

Organograma de Obra genérico para as obras da Bysteel

O Diretor de Obra é o responsável pela gestão contratual do projeto. O cargo é geralmente desempenhado por um Engenheiro Civil e as suas funções em obra abrangem diferentes disciplinas que serão detalhadas mais à frente.

O Diretor de Obra Adjunto apoia o Diretor de Obra nas suas funções. O cargo é também desempenhado por um Engenheiro Civil.

O Encarregado de Obra acompanha e supervisiona o trabalho da equipa de montagem. Assegura que o planeamento definido é cumprido e faz chegar à Direção de Obra todos os problemas e riscos que podem comprometer o planeamento.

O Topógrafo é responsável, tanto pela implantação em obra de elementos e eixos de projeto que identifiquem o arranque da estrutura, como do levantamento da estrutura já montada de modo a verificar se a mesma está de acordo com os desenhos de projeto.

O Técnico de Segurança é responsável pela mitigação do risco dos trabalhos executados. As suas funções incluem a elaboração Planos Específicos de Segurança (PES) para atividades de maior risco, a definição do Equipamentos de Proteção Individual (EPI), a serem utilizados por todas pessoas que entrem no espaço de Obra, entre outras.

É importante referir que é da responsabilidade de toda a equipa de obra assegurar que todas as pessoas que estejam no espaço de obra tenham EPI e que todas as atividades são executadas de acordo com o PES.

Funções de um Engenheiro Civil em Obra

O Engenheiro Civil que desempenha funções na Direção de Obra é responsável por tudo o que acontece na obra e por assegurar que os objetivos da empresa sejam cumpridos. Por esta razão, deve possuir competências técnicas, interpessoais e de organização, de modo a assegurar a correta execução da obra, a motivação da sua equipa e a produtividade do trabalho.

As suas funções são multidisciplinares e o seu dia de trabalho deve ser organizado de modo a possibilitar a resposta de todas as necessidades da obra.

Multidisciplinaridade da Direção de Obra

Multidisciplinaridade da Direção de Obra

Projeto

Antes de a obra ter início, cabe aos departamentos de Projeto e de Preparação dimensionar a estrutura metálica e detalhar processos de fabrico e de montagem. Durante a obra, tanto o Diretor de Obra como o seu adjunto devem conhecer pormenorizadamente o projeto, de modo a explica-lo à sua equipa de obra e a outros intervenientes / empresas cujos trabalhos estejam relacionados.

OAo longo da obra são solicitadas alterações ao projeto, de modo a compatibilizar a estrutura metálica com outros projetos de especialidade. Esta solicitação pode ser a pedido do arquiteto, ou até mesmo pelo próprio cliente, o que leva a que o projeto nunca esteja fechado, e que a obra e os Departamentos de Projeto e Preparação estejam constantemente em contacto. A título de exemplo, no caso da obra onde foi desenvolvido o estágio, a conclusão dos trabalhos está prevista para julho 2017 e em maio 2017 foi solicitada uma modificação ao projeto.

Por esta razão o Engenheiro Civil deve apresentar fortes competências técnicas que lhe permitam analisar e detalhar o projeto.

Desenho de Preparação do Plano de Fabrico do Bloco A, Piso R+2 da Obra A9B

Desenho de Preparação do Plano de Fabrico do Bloco A, Piso R+2 da Obra A9B

Produção e Custo

No contrato entre a empresa construtora e o cliente é definida uma lista de quantidades e preços, onde são apresentados todos os trabalhos previstos para a construção da empreitada e respetivos preços de venda. O preço de venda é calculado com base num orçamento onde são apurados todos os custos dos materiais, equipamentos, mão-de-obra, subempreiteiros, entre outros, necessários para a realização dos trabalhos. Com esta informação são traçados, para a obra, objetivos mensais de custo e produção, sempre com a perspetiva de acrescentar valor para a empresa.

Fotografia da Obra A9B (28/06/2017)

Fotografia da Obra A9B (28/06/2017)

O Engenheiro Civil tem que assegurar que tanto a faturação, como o custo mensal da obra estão de acordo com os objetivos definidos.

A faturação está associada à produção da obra. Mensalmente são realizados autos onde se apuram as quantidades de trabalho de executado. Estes autos são entregues ao cliente para sua análise e validação. Durante esta fase, destaca-se a capacidade de comunicação e negociação do Engenheiro Civil de obra, pois são feitas reuniões com o cliente, para discutir as quantidades apresentadas no auto e proceder ao seu fecho. Após à aprovação do auto mensal procede-se à faturação.

O acompanhamento e a análise do custo mensal é uma tarefa de elevada importância e da responsabilidade do Engenheiro Civil. Como gestor que é, o Engenheiro Civil deve procurar constantemente a eficiência e a inovação de modo a incorporar na sua obra soluções mais económicas que respondem tecnicamente às necessidades do projeto, e assim maximizar o lucro da obra.

Planeamento

A gestão do tempo é algo de extrema importância na gestão de todos os projetos. No caso da construção civil, o sucesso da obra pode estar numa boa gestão do tempo, tanto na elaboração de um bom planeamento, com riscos e pressupostos bem definidos, como na realização de um bom controlo em obra. Este controlo é feito através de visitas regulares à obra e de comunicações frequentes com o Encarregado de Obra. O Engenheiro Civil deve saber delegar funções e confiar no seu Encarregado de Obra.

Registo fotográfico da visita à obra no dia 15/02/2017

Registo fotográfico da visita à obra no dia 15/02/2017

O dia de um Engenheiro Civil começa com uma visita à obra. Durante a visita é feita uma validação com o Encarregado dos trabalhos a realizar.

Registo fotográfico da visita à obra no dia 10/03/2017

Registo fotográfico da visita à obra no dia 10/03/2017

Durante o dia verifica-se se o trabalho está a decorrer de acordo com o planeado, e identificam-se os riscos que possam comprometer os objetivos definidos para o dia, com o intuito de os mitigar.

Registo fotográfico da visita à obra no dia 09/05/2017

Registo fotográfico da visita à obra no dia 09/05/2017

No final do dia é feito um balanço onde se registam todos os fatores que comprometeram o planeamento e procuram-se soluções para evitar que os mesmos problemas voltem a ocorrer.

Registo fotográfico da visita à obra no dia 26/06/2017

Registo fotográfico da visita à obra no dia 26/06/2017

Qualidade

Um Engenheiro Civil de Obra deve assegurar que todos os trabalhos são realizados com o nível de qualidade em que se comprometeu com o cliente. Nos dia de hoje, há muitas empresas que se desleixam na qualidade dos trabalhos, priorizando o prazo e/ou custo da obra. Esta postura descredibiliza toda e qualquer junto dos seus clientes.

Nas obras da empresa Bysteel é feito um Plano de Qualidade onde são definidos todos os controlos e verificações (dimensionais, visuais, documentais), a frequência com que são realizados e as tolerâncias normativas que devemos assegurar, para o caso de controlos dimensionais. O Engenheiro Civil, com o apoio do Topógrafo e do Encarregado de Obra, deve assegurar que todos estes controlos são efetuados e que todas as tolerâncias normativas são cumpridas.

Topógrafo

Topógrafo

Verificação da verticalidade dos pilares

Verificação da verticalidade dos pilares

Controlo da espessura da pintura intumescente

Controlo da espessura da pintura intumescente

Realização de Ensaios de Soldadura Não Destrutivos

Realização de Ensaios de Soldadura Não Destrutivos

Segurança

O âmbito do trabalho da Bysteel é a construção metálica. Este segmento é caracterizado pela movimentação de elementos metálicos com dimensões e massa consideráveis, pela realização de trabalhos em altura e pela utilização de equipamentos, ferramentas e equipamentos considerados como perigosos (rebarbadoras, máquinas de solda, entre outros). Tendo presente estes fatores, a segurança em obra é algo que o Engenheiro Civil tem que garantir e não pode descurar.

Informações de segurança à entrada da Obra

Informações de segurança à entrada da Obra

Nas suas visitas à obra deve assegurar que todos os trabalhadores apresentam os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) corretos e que todos os trabalhos a executar apresentam um Plano de Segurança onde é feita a descrição das tarefas, o modo como vão ser executadas, os equipamentos e ferramentas a utilizar e onde são também mitigados os riscos associados a estas atividades.

Execução de trabalhos de corte com rebarbadora

Execução de trabalhos de corte com rebarbadora

Aquisições (Procurement)

A gestão das Aquisições feitas pela obra é também da responsabilidade do Engenheiro Civil. Tal como referido no ponto “PRODUÇÃO E CUSTO”, esta gestão deve ser feita tendo em consideração os pressupostos definidos na fase de orçamento e deve-se proceder de uma análise completa do que está disponível no mercado.

Armazém e Ferramentaria da Obra

Armazém e Ferramentaria da Obra

Frequentemente são feitas alterações ao plano de aquisições inicialmente previstas, dada a escassez de algum recurso no mercado, ou até mesmo porque um determinado recurso apresenta um valor consideravelmente superior ao inicialmente previsto. Assim, o Engenheiro Civil de Obra deve ter várias opções no que se refere a fornecedores e subempreiteiros.

Carimbos a utilizar aquando da verificação das Guias de Receção de Material em Obra

Carimbos a utilizar aquando da verificação das Guias de Receção de Material em Obra

O Engenheiro Civil tem que assegurar que tanto a faturação, como o custo mensal da obra estão de acordo com os objetivos definidos.

Outra das responsabilidades do Engenheiro Civil, no que se refere à gestão de aquisições, é a de controlar e conferir que todos os equipamentos e materiais recebidos em obra estão de acordo com o pedido de compra e que apresentam certificados de desempenho que atestam o seu bom funcionamento e/ou o desempenho estrutural.

A par do fornecimento de materiais, deve ser também feito um acompanhamento do material em stock na obra. Destaco a importância do controlo do stock de parafusos em obra, sendo a Bysteel uma empresa de construção de estruturas metálicas, os trabalhos não podem nunca ficar condicionados com a sua falta.

Comunicação

Grande parte do dia de um Engenheiro Civil é passado a comunicar. Comunicar com o cliente, com a fiscalização, com fornecedores e subempreiteiros, com o Encarregado de Obra e com a Equipa de Montagem. Por esta razão é extremamente importante saber adaptar a sua comunicação (verbal e não verbal) ao destinatário.

A comunicação deve ser o mais simples possível, de modo a evitar desentendimentos e assegurar que a mensagem seja bem passada. Parte dos problemas que ocorrem na obra advêm de falhas na comunicação por isso é da responsabilidade do Engenheiro Civil garantir que a mensagem seja bem passada e que todos os destinatários a entendam corretamente.

Destaco também o impacto que as comunicações via e-mail têm no quotidiano de um Engenheiro Civil e na sua produtividade. Diariamente, pode chegar a receber centenas de e-mails, o que condiciona e limita o seu tempo útil de trabalho. Por esta razão, deve definir alturas do dia para os ler e responder aos e-mails, organizar a sua caixa de correio para evitar perdas de tempo à procura de mensagens mais antigas, enviar respostas curtas e claras e não enviar e-mails quando pode utilizar outro meio de comunicação mais eficiente.

Escritórios das empresas que trabalham na Obra A9B

Escritórios das empresas que trabalham na Obra A9B

Por fim, destaco a importância da língua. Tendo em conta que o estágio se realiza em França, há um cuidado e uma dificuldade acrescida no que se refere à passagem da mensagem. Semanalmente são realizadas reuniões de obra onde são discutidos problemas de obras e a compatibilidade entre os trabalhos das diferentes empresas que estão a trabalhar em obra. As reuniões são em francês o que dificulta a comunicação.

Conclusão

O Programa INOV Contacto é uma excelente oportunidade para os jovens qualificados iniciarem e potenciarem a sua carreira internacional.

O facto de estarmos integrados numa empresa permite-nos crescer profissionalmente de um modo mais acelerado, graças à partilha de conhecimentos e ao convívio diário com profissionais experientes.

Como Engenheiro Civil esta experiência foi deveras gratificante. Trabalhei pela primeira vez na área da Construção Metálica, acompanhei diariamente excelentes profissionais desde a Direção até aos Encarregados de Obra e tive oportunidade de trabalhar junto de outras empresas francesas com elevado reconhecimento neste país - como é o caso das empresas BATEG e TANZINI, que pertencem ao Grupo Vinci, e da empresa GOYER.

Visita à obra no dia 23/06/2017

Visita à obra no dia 23/06/2017

A nível pessoal foi também extremamente enriquecedor. Os meus colegas da Bysteel, tanto em Portugal como em França, foram extremamente acolhedores, ajudaram-me desde o primeiro dia de estágio e trataram-me sempre como um colaborador Bysteel. Graças a eles, esta passagem por França ficará certamente gravada na minha memória pelos melhores motivos.

Colegas da Bysteel em França

Colegas da Bysteel em França

Created By: José Gabriel Brandão Barros
Published: 25-01-2018 19:31

Comments

There are no comments yet for this post.

 ‭(Hidden)‬ Content Editor Web Part ‭[2]‬

Visão Contacto